segunda-feira, 30 de junho de 2008

O pôr-do-Sol em Salvaterra...

Aqui neste recanto
Mesmo no extremo de Portugal
Existe o mais lindo encanto,
Um pôr-do-Sol como não há igual.



Tantas vezes o admiro
Se as nuvens o não escondem
Foi por mãos divinas pintado
E a meus apelos parece que respondem.



Nunca viste nada assim
Um completo deleite para a alma
Só de observá-lo nos sentimos
Em harmonia, paz e calma.



Cores deslumbrantes,
No mais lindo entardecer.
Com ele vem a melancolia
Que nos faz no tempo perder.



Na memória ficaram meus avós
Que sempre nos acolhiam com ternura
A eles dedico estes versos
E estas imagens de candura.



Nunca vos disse que vos amava
Só para mim guardei certos pensamentos.
Acabaram por ir embora
Sem saberem de meus sentimentos.



E hoje olho o pôr-do-Sol
Sol que se encontra quase posto
Aqui no mesmo quintal
Onde meus avós o viram exposto.



Não há maior fascínio
Que esta maravilha solar
Todos a podem ver
Mas só alguns, seu coração tocar.



Amanhã pela tardinha
Nos voltará a deslumbrar
Peço a Deus muitos anos
Para o poder sempre contemplar.



Meus olhos se encherão de fogo
Com o enorme disco solar
E meu coração encontra a paz
E de novo, me fará sonhar…

Cristina R.

Todos os direitos reservados para as fotos e o texto. Proibido a sua publicação por inteiro ou parcial.

2 comentários:

Xabonas disse...

vim dar uma espreitadea ao teu blog...e gostei.
Gosto muito de uma foto a fazer parte do texto.
"é como se diz...uma imagem vale mais que mil palavras"
beijooooooo nina..:))

Haere Mai disse...

Lindo por do Sol.Belo em qualquer lugar...fantástico no nosso Mundo, a nossa terra.Adoro o teu espaço.
Beijo azul